terça-feira, 21 de agosto de 2012

São Pio X



Alguns fatos impressionantes de sua santa vida.



Foi notável teólogo, emitiu vários decretos e comungava frequentemente. Destruiu os últimos vestígios do Jansenismo por advogar Comunhões frequentes, até mesmo diárias. Reformou a liturgia e promoveu simples e claras homilias. Revisou o Breviário e o ensino do catecismo. Trouxe o canto Gregoriano para a Igreja. Combateu a Teologia chamada de “Modernismo” que denunciava como a “soma de todas as heresias”. Reorganizou a Cúria Romana, o órgão administrativo da Igreja. Trabalhou contra o antagonismo entre a Igreja e o Estado. Iniciou a codificação das Leis canônicas. Promoveu a leitura da Bíblia que, segundo ele, deveria ser lida por todos da fé. Ajudou e incentivou as Missões no estrangeiro.
Sempre dizia: “Eu nasci pobre, eu vivi pobre e eu desejo morrer pobre”.
Ele facilitou aos doentes a Comunhão, dispensando para eles o jejum exigido na época. Além disso, é considerado o padroeiro da Primeira Comunhão porque decretou que as crianças deveriam comungar tão logo alcançassem a idade da discrição e do discernimento do certo e do errado.
É chamado o Papa da Eucaristia.
Beatificou Joana d'Arc e João Eudes, entre outros. E canonizou poucos santos: Santo Alexandre Sauli , São Geraldo Magela, São Clemente Mary Hofbauer e São José Oriol.
Faleceu em 20 de agosto de 1914 na Cidade do Vaticano de causas naturais, agravadas com suas terríveis preocupações com o início da Primeira Guerra Mundial. Enterrado no Altar da capela da Representação, na Basílica de São Pedro.
Beatificado em 3 de junho de 1951 e canonizado em 29 de maio de 1954 pelo papa Pio XII.



Um comentário: